HOME / Ponto de vista / Artigos / 3 lições de planejamento previdenciário com Agostinho Carrara

3 lições de planejamento previdenciário com Agostinho Carrara

Artigos

10 outubro de 2022

Certa vez, em um atendimento, ouvi do meu cliente: “há dez anos atrás, eu ganhava quatro, cinco, dez salários mínimos e aposentei com 1 salário mínimo”.

 

O grande problema do brasileiro é ser muito imediatista... Tudo precisa ser pra AGORA – e o planejamento, em qualquer área da nossa vida, fica pra depois.

 

Isso gera um grande problema: essa necessidade de ter tudo para ontem nos impede de alcançarmos um resultado satisfatório como idealizemos em nossa mente, pecamos por não planejar.

 

Você precisa entender: Planejar é uma atividade essencial para atingir um bom resultado!

 

Uma pessoa que nos ensina bem isso é o Agostinho Carrara. Sim, ele mesmo! Então já anote aí as três coisas que devemos aprender com Agostinho Carrara para não fazer em nossa vida financeira:

 

1. Fazer gambiarras para adiar o planejamento de algo: Falar de gambiarra é com ele mesmo! Lembro de um episódio que o eterno trambiqueiro de Agostinho causa um grave acidente com um dos automóveis da Carrara Táxi.

 

A história toda começa quando Agostinho se recusa a comprar um freio novo para o carro e manda Paulão fazer outra gambiarra. O mecânico avisa que dessa vez não dá mais para remendar, mas Agostinho não dá ouvidos.

 

Agostinho resolve sair de carro com Bebel para comprar um terno novo. Mal sabia ele que Paulão e Lurdinha estão dentro do táxi no maior amasso.

 

Durante o caminho, um caminhão desgovernado vem na contramão, Agostinho pisa no freio, mas ele não funciona e carro capota. Que tragédia! Os quatro acordam e se dão conta de que estão mortos e no purgatório.

 

Você se lembra desse episódio épico? Quando estamos novos ou mesmo na meia idade, ainda dispostos a trabalhar, a última preocupação que temos é o planejamento previdenciário, pois achamos que a velhice não chegará tão cedo, portanto não há nada mais triste que ter a idade suficiente para aposentar e não ter direito, ou ter direito a um benefício muito menor ao salário que recebeu a vida inteira.

 

2. Economizar em todas as situações possíveis: O Agostinho Carrara é um belo de um pão duro! Já viu como ele NÃO GOSTA de gastar dinheiro. Tem um episódio que para levar a cerveja do fim de semana, Agostinho troca a etiqueta de preço da bebida com a de outro produto mais barato. A esposa não aprovou seu plano, pediu para deixar a cerveja, mas o taxista mostrou ser bom nos argumentos.

 

A frase épica é a seguinte: "Se eu não comprar, o mercado começa a não vender, entra em falência. As pessoas que trabalham aqui perdem o emprego, não posso compactuar com isso, não acho certo", diz ele. "Mas roubar você acha certo?", questiona Bebel. "Não é roubar, estou devolvendo no mesmo troco. Eles que começaram a roubar, explorar o povo brasileiro", respondeu. 

 

Um belo argumento! Economizar é essencial para qualidade de vida financeira, mas, é necessário reanalisar: Estou economizando ou deixando de investir em algo que me proporcione um futuro melhor?! Onde estão minhas economias?!

 

3. Chutar o balde, quando tudo dá errado, tem um episódio que sem dúvidas é um dos melhores, em que Agostinho desiste de tudo e deita no meio da rua para ser atropelado. Os outros personagens ficam desesperados. Ele diz uma frase profunda: "Se não é para ser do meu jeito também não quero de jeito nenhum. Eu fiz tudo como estava combinado com a vida, falei: 'Vou fazer assim e vou ter esse resultado'. Falhei em tudo. Não obtive meu rendimento, não obtive minha empresa, perdi tudo que era meu. Não quero mais!".

 

Calma, com o planejamento previdenciário você não chegará a esse ponto. Conforme já apresentado anteriormente, não viva apenas este momento, se programe para ter um futuro saudável.

 

Já parou para pensar como será sua vida daqui cinco, dez, quinze ou vinte anos?! Quais atitudes estou fazendo agora para que minha vida financeira seja estável e possa ter uma velhice

 

tranquila?! Pois quando chegar o momento de aposentar, não adianta se desesperar ou esperar por um milagre.

 

Muito se fala em grandes investimentos no mercado financeiro, portanto o investimento básico para nossa própria subsistência é deixado de lado: APOSENTADORIA.

 

O planejamento previdenciário é um estudo complexo realizado por advogado especialista em direito previdenciário. Onde é reavaliado todas as contribuições desde o início da vida laboral, vínculos empregatícios regulares e irregulares, influência da legislação e do mercado financeiro atual, estimativas de seguros sociais e necessidade de futuras contribuições, garantindo que tenha um bom salário de benefício.

 

Diante de todo o conteúdo apresentado eu lhe pergunto, vai continuar sendo um Agostinho Carrara ou planejar sua aposentadoria?